Monitorização da economia informal nas redes sociais online. A partilha não autorizada de conteúdos impressos em Portugal
Resumo

O principal foco do projeto incide na monitorização das atividades de partilha não autorizada de ficheiros, vulgo pirataria digital, com conteúdos provenientes de detentores de direitos do setor da imprensa nacional – jornais e revistas.

Pensando na sustentabilidade do setor da imprensa importa perceber, por exemplo, quais os títulos distribuídos em redes informais de partilha bem como os formatos e volumes desta circulação alternativa, mas também quem são os distribuidores primários e potenciais leitores.

Para um melhor mapeamento destas redes de distribuição e suas dinâmicas serão mobilizadas metodologias mistas, quantitativas e qualitativas, e alicerçadas em ferramentas de análise de redes sociais online (nomeadamente: Crimson Hexagon, Netvizz, Google Trends, etc.) que permitiram identificar, de forma transversal e longitudinal, os conteúdos não autorizados e redes de difusão de conteúdos não pagos.

O objetivo central é para além de uma melhor perceção do fenómeno, a construção de uma estimativa mais clara do peso desta economia informal no todo do ecossistema mediático nacional. O projeto pretende ainda com esse diagnóstico e melhor compreensão contribuir para a prevenção da disseminação não autorizada de conteúdos digitais.

Como nota ética saliente-se a anonimização dos dados pessoais dos participantes dos grupos.

 Este projeto é desenvolvido em colaboração com a Visapress.

Date de Início
2021-05-01
Date de Fim
2023-12-31
Parceiros Externos
CIES-Iscte - Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Visapress
Informação transferida do Ciência-IUL
W3C