Equipamentos culturais, projetos e profissionais da arte e cultura: Pluralidade de missões, objetivos e territórios.
Resumo

Pretende-se discutir a diversidade e a complexidade que caracterizam a arte, a cultura e as suas organizações nas décadas mais recentes. A discussão será feita numa perspetiva sociológica processual que articula trajetórias individuais e organizacionais, práticas, experiências, projetos. Parte-se de snapshots de trabalho etnográfico, fazem-se micro-histórias de indivíduos e cartografias de interações sociais, práticas artísticas e organizacionais. Espera-se contribuir para a discussão, descrevendo as microdinâmicas que compõem a vida dos indivíduos, as missões, os objetivos e as temporalidades das organizações, em particular, dos equipamentos culturais, nos territórios urbanos, periurbanos e rurais, fazendo-se breves percursos ilustrados e traçando alguns quadros de comparação internacional. Procura-se assim refletir sobre os significados, consequências e repercussões de nível macro que enquadram estas microdinâmicas nos desafios das sociedades contemporâneas. Entende-se aqui a cultura como uma ferramenta produtiva que permite estudar motivações intrínsecas e recursos pessoais, mas também revelar as relações das trajetórias individuais, práticas e organizações artísticas e culturais com processos sociais, económicos, questões de governança, políticas públicas, inovação e práticas de cidadania ativa.

Date de Início
2018-10-01
Date de Fim
2024-10-31
Financiamento do Projecto
FCT
Parceiros Externos
CIES-Iscte - Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Informação transferida do Ciência-IUL
W3C