Abstract:

We live in a global village where dementia presents itself as a clinical and social problem. People living with dementia often require institutional care and, depending on the structure of each entity, can be submitted, albeit unconsciously, to a depersonalized formatting of care. In an innovative perspective of dealing with dementia, the Sense Garden intervention is based and supported by virtual and immersive technology combined with autobiographical material (videos, images, music, photographs and scents). This intervention combines Reminiscence Therapy with Multisensory Therapy, and also Cognitive Stimulation and physical activity. As a European project, Sense Garden and its intervention were designed to work with people with moderate to severe dementia and, nationally, it is represented by Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML). The intervention phase with the participants started in August 2019 and ended in April 2020. This text intends to present the Sense Garden intervention and contextualize the project according to SCML's institutional specificities. At the same time, it intends to present a complementarity qualitative study developed by the Portuguese team with formal caregivers and the results of that specific investigation.

 

→ Full document here.

 


 

Lara André

Licenciada em Sociologia e mestre em Serviço Social pelo Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa - Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL). Trabalha na Santa Casa da Misericórdia de Lisboa desde 2014, no Núcleo de Monitorização e Apoio à Gestão do Departamento de Ação Social e Saúde. Para além das funções de apoio à gestão, tem participado em vários projetos internos, bem como em projetos europeus no âmbito do envelhecimento e, neste momento, é Coordenadora Científica do projeto Sense Garden em Portugal.

 

Rita Valadas

Licenciada em Política Social pelo Instituto Superior de Ciências de Ciências Sociais e Políticas (ISCSP-UL). Trabalha na Santa Casa da Misericórdia de Lisboa desde 1986, nas Áreas da Ação Social, Voluntariado, Empreendedorismo e Área Editorial, onde exerceu numerosos cargos de Direção. Lecionou a Cadeira de Métodos e Técnicas de Investigação Social no Instituto Piaget – Almada (2003/2005). Tem desenvolvido várias funções de assessoria nas suas áreas de especialização (Envelhecimento, Emergência Social, Públicos Vulneráveis e Gestão de respostas Sociais) e assumido cargos de dirigente em várias instituições do 3º sector. Neste momento, é Investigadora Principal e Coordenadora do projeto Sense Garden em Portugal.

 

Carina Brandão

Licenciada em Psicologia Social e das Organizações pelo Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa - Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL), mestre em Psicologia Clínica e da Saúde pela Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias e Pós-graduada em Intervenção Clínica Neuro-Psicogerontologia pelo Instituto Português de Psicologia. Trabalha na Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, na Estrutura Residencial Santa Joana Princesa, no âmbito do projeto Sense Garden.

 

W3C