Observatório ibérico dos media digitais recebe 1,47 milhões de euros da Comissão Europeia
Liderado em Portugal pelo Iscte, o IBERIFIER é um dos oito observatórios regionais promovidos com fundos europeus para investigar a desinformação.

03.05.2021

 

O Iscte, em Portugal, e a Universidade de Navarra, em Espanha, obtiveram o apoio da Comissão Europeia para liderar um consórcio de 23 instituições portuguesas e espanholas que irá criar um observatório para investigar os meios digitais e identificar as ameaças de desinformação. Com um financiamento de 1,47 milhões de euros, o IBERIFIER é um dos oito polos regionais que farão parte do Observatório Europeu dos Media Digitais da Comissão Europeia.

  

O observatório é composto por doze universidades, cinco organizações de verificação e agências noticiosas, e outros seis centros de investigação multidisciplinares. A equipa de investigadores que irá liderar o consórcio é composta pelo investigador principal (IP) do projeto, Ramón Salaverría (Universidade Navarra), tendo a investigação portuguesa a coordenação conjunta dos investigadores Gustavo Cardoso, Miguel Crespo e Vítor Tomé (CIES-Iscte), Vania Baldi (Universidade Aveiro) e Miguel Paisana (OberCom). 

 

Este novo observatório irá centrar a sua investigação em cinco linhas de trabalho. Em primeiro lugar, investigará as características e tendências do ecossistema ibérico dos meios digitais. Desenvolverá também tecnologias computacionais para a deteção precoce da desinformação. Além disso, verificará e refutará a desinformação no território ibérico, reportando à Comissão Europeia. Irá também preparar relatórios estratégicos sobre ameaças de desinformação, tanto para conhecimento público como para as autoridades em Espanha e Portugal. Por fim, trabalhará também em iniciativas de alfabetização mediática destinadas a jornalistas, jovens e à sociedade no seu conjunto.

 

Segundo o professor catedrático Ramón Salaverría, líder do projeto, o lançamento do IBERIFIER "é um marco na investigação dos media digitais, pois criará um observatório de alto nível, composto por mais de 70 investigadores, especializados em áreas como a comunicação digital, computação, ciência de dados e análise estratégica".

 

Para Gustavo Cardoso, professor catedrático do Iscte - Instituto Universitário de Lisboa e investigador do CIES-Iscte, que lidera a equipa portuguesa, o lançamento do IBERIFIER “representa o nascimento de uma resposta integrada aos desafios da desinformação a partir da Europa, mas com alcance no mundo falante de português e castelhano”.

 

O IBERIFIER conta em Portugal com a participação do Iscte - Instituto Universitário de Lisboa, da Universidade de Aveiro, do Polígrafo, da Lusa - Agência de Notícias de Portugal, do OberCom - Observatório da Comunicação, do Cenjor - Centro Protocolar de Formação Profissional para Jornalistas, e da Associação Literacia Para os Media e Jornalismo.

 

O IBERIFIER é um dos oito observatórios de meios digitais e desinformação aprovados pela Comissão Europeia. Os outros sete são o Ireland Hub da Dublin City University (Irlanda); EDMO BE/NL do Stichting Nederlands Institute voor Beeld en Geluid (Países Baixos); Central European Digital Media Observatory (CEDMO) da Univerzita Karlova (República Checa); NORDIS – NORdic observatory for digital media and information DISorders, da Aarhus Universitet (Dinamarca), Belgium-Luxembourg Research Hub on Digital Media and Disinformation (EDMO BELUCOX), de Vrije Universiteit Brussel (Bélgica); DE FACTO Observatory of Information, da Fondation Nationale des Sciences Politiques (França); e do Observatório Italiano dos Meios Digitais; da Luiss Libera Università Internazionale degli Studi Sociali Guido Carli (Itália).

 

 


 

 

Lista de instituições participantes no IBERIFIER

 

Universidades

Universidad de Navarra (IP)

Iscte - Instituto Universitário de Lisboa

Universidad de Granada

Universidad Carlos III de Madrid

Universidad de Santiago de Compostela

Universidad Politécnica de Valencia

Universidad Politécnica de Madrid

Universidad Miguel Hernández de Elche

Universitat de València – Estudi General

Universidade de Aveiro

Fundación Universitaria San Pablo CEU

Universidad Rey Juan Carlos

 

 

Verificadores e agências de noticias

Maldita.es

Polígrafo

EFE Verifica

Verificat

Lusa - Agência de Notícias de Portugal

 

 

Outros centros de investigação e participantes

Real Instituto Elcano

OberCom - Observatório da Comunicação

FECYT

Barcelona Supercomputing Center - Centro Nacional de Supercomputación

Centro Protocolar de Formação Profissional para Jornalistas - Cenjor

Associação Literacia Para os Media e Jornalismo

 

W3C