Lusotransfonia: Travestis e transexuais brasileiras vivendo em Portugal
28 abril 2021 | 15h00 | Online

 

Link ZOOM:

https://videoconf-colibri.zoom.us/j/82176710564

ID da reunião: 821 7671 0564

 

Lusotransfonia: Travestis e transexuais brasileiras vivendo em Portugal

 

Luma Nogueira de Andrade

Investigadora Visitante CIES-Iscte
Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira - UNILAB

 


 

"Travestis e transexuais no Brasil sofrem com a negação na família, na escola e no mercado de trabalho formal o que as conduzem, em sua maioria, à sobrevivência marginal também no mercado informal da prostituição. Elas migram para as metrópoles da Europa, como Lisboa  (Portugal), que se torna um dos destinos por conta do custo de vida mais baixo e o uso da língua portuguesa.

 

Essa pesquisa analisa as trajetórias de travestis e transexuais brasileiras que vivem nas grandes metrópoles portuguesas onde resistem as adversidades principalmente com o agravante da pandemia da COVID 19 em 2020. Como sobrevivem travestis e transexuais brasileiras em Portugal? Quais as dificuldades enfrentadas? Quais as redes de solidariedades que as amparam?  A metodologia do estudo é a pesquisa quanto-qualitativa com o uso das técnicas de entrevista e diário de campo.

 

O estudo estabelece diálogo com autores como Vale (2005), Saleiro (2013), Belizário ( 2018) e Ramalho ( 2019). Apesar das dificuldades enfrentadas por travestis e transexuais brasileiras em Portugal este país possibilita uma melhor estabilidade financeira e segurança em relação ao Brasil. Isto ocorre principalmente no momento em que a extrema direita conservadora assume poderes no executivo, legislativo e judiciário disseminando ataques baseado na farsa da “Ideologia de Gênero” de forma a tornar as vidas de travestis e transexuais ainda mais vulneráveis. Portugal se configura como uma das linhas de fuga para sobrevivência de muitas travestis e transexuais brasileiras, sendo esta situação para muitas um “exílio” doloroso, que pode ser minimizado com a solidariedade da nação Portuguesa que tem nestas pessoas a possibilidade de resgatar do fundo do poço outras “vidas Gisbertas”.            

 


 

Download do cartaz em PDF

W3C